Margem bruta: entenda o que é e como calcular

Quem deseja ter uma empresa lucrativa e saudável financeiramente, precisa conhecer alguns termos essenciais do universo dos negócios, como é o caso da margem bruta. Esse é um dos indicadores mais importantes da rentabilidade de um produto ou da empresa em geral.

Muitos gestores, para entender quanto estão lucrando, avaliam apenas as despesas. Analisar a margem bruta, no entanto, é a melhor maneira de garantir sustentabilidade financeira, assegurando um lucro mínimo para o crescimento da empresa.

Ficou interessado? Então siga com a gente e veja as dicas que separamos!

Calculadora PJ x CLT x Autônomo - Contabilidade Dias

O que é margem bruta?

É o índice que mostra o quanto, de fato, a empresa está ganhando sobre a venda de determinado produto ou serviço. Ela é calculada a partir do lucro bruto e mostra o percentual de retorno do investimento realizado.

Ou seja, é o quanto sobra para a empresa na venda de um produto após a retirada dos custos para produção ou armazenamento.

Importância da margem bruta

A margem bruta é um indicador extremamente importante porque denota como está a rentabilidade do negócio, já que traz o lucro após a retirada dos principais custos que incidem sobre os produtos.

Se você calcular a margem bruta de cada produto do seu negócio, pode entender quais têm uma rentabilidade maior ou menor e rever sua estratégia. Por exemplo: alterando o preço de venda, priorizando produtos com margem bruta maior, buscando novos fornecedores e assim por diante.

Leia também: Gestão financeira eficiente: 5 ações para reduzir custos

E a margem de lucro líquida?

Quando o assunto é matemática financeira, o que não faltam são termos diversos. Um que gera bastante confusão é a margem de lucro líquida.

Ela é calculada a partir do lucro líquido que, além dos custos de produção e armazenamento, também desconta os valores pagos a título de: impostos, tributação e encargos da folha de pagamento, aluguel ou manutenção da sede, telefone, água, luz, internet, despesas com o pessoal administrativo etc.

Ou seja, o lucro líquido é aquele obtido a partir do lucro bruto, menos a tributação e as despesas fixas e variáveis.

Margem de lucro operacional

Outra margem de lucro possível de ser calculada é a operacional. Ela se baseia nas despesas operacionais. Ou seja, seu cálculo é feito subtraindo, da receita total, as despesas comerciais (relativas ao funcionamento do negócio).

Assim, é diluído no montante os custos referentes à fabricação, despesas administrativas e outras inerentes ao negócio e amortização (perda de valor de algum bem ou algo intangível).

Margem de contribuição

Por fim, ainda temos o conceito de margem de contribuição. Ela indica o total que a empresa precisa produzir em recursos para pagar os gastos fixos das mercadorias e, mesmo assim, continuar a ter lucro. Calcular a margem de contribuição ajuda a diferenciar melhor os gastos fixos das variáveis.

Como definir e calcular a margem bruta?

Agora que já vimos as diferentes formas de margem de lucro, que tal aprender a calcular a margem bruta? A fórmula é bem simples:

Margem Bruta = (Lucro Bruto / Receita Total) x 100

Lembrando que o Lucro Bruto é aquele obtido depois de retirar os custos diretos da produção ou de armazenamento.

Exemplo

Vamos supor que você tem uma empresa que tem custos de R$2000 de matéria-prima, R$2000 de mão de obra e R$1000 de armazenamento. E uma receita líquida de R$ 10.000. Nesse caso, o lucro bruto seria de R$5000. Ao aplicar a fórmula, teríamos:

Margem Bruta = R$5000 – R$10.000 x 100 = 50% de margem bruta.

Varejo

No varejo, você pode usar a seguinte fórmula:

Margem Bruta = [(preço – custo de aquisição) / preço] x 100

Vamos supor que sua empresa ganhe R$10 com a venda do produto X, mas você compra esse item por R$6 no fornecedor. Assim, o lucro bruto de cada produto é de R$4 e a porcentagem de margem bruta de 40%. Ou seja, para cada R$1 vendido, sua empresa teve R$0,40 de lucro.

Qual a ideal?

Não existe uma margem bruta ideal, já que esse dado varia muito de empresa para empresa e de setor para setor. No varejo, por exemplo, uma margem bruta superior a 40% é alta, mas no setor de serviços, esse percentual pode não ser tão relevante.

A informação também depende da maneira como são apurados os gastos, pois, dependendo dos critérios usados pela empresa, a margem bruta pode sofrer mudanças.

De forma geral, contudo, quanto maior a margem, mais eficiente a empresa é em relação às vendas. A melhor maneira de definir a margem ideal para o seu negócio é analisando o percentual médio do mercado, os objetivos e as estratégias internas.

Leia também: Gestão Financeira em Clínicas Médicas: Tudo que você precisa saber

Como analisar a margem bruta de uma empresa?

A margem bruta pode indicar vários pontos importantes para os gestores, guiando a tomada de decisão.

Por exemplo, se:

  • a margem bruta é menor que os custos fixos, sua empresa está tendo prejuízo;
  • a margem bruta é igual os custos fixos, a empresa está no zero a zero;
  • a margem bruta é superior aos custos fixos, a empresa está tendo lucro.

Ponto de equilíbrio operacional

Ao analisar a margem de lucro bruto, você consegue entender o quanto precisa gerar de receita líquida para pagar todos os gastos da empresa. Essa informação é conhecida como ponto de equilíbrio operacional.

Para determinar o ponto de equilíbrio, é só dividir o valor total dos custos fixos pela margem bruta. Ou seja:

Ponto de equilíbrio operacional = custos fixos / margem bruta

Assim você consegue definir o quanto de receita precisa gerar apenas para manter a sua empresa funcionando. Com essa informação, fica mais fácil tomar decisões.

Por exemplo, vamos supor que você decidiu mudar a sua empresa para um novo galpão. Porém, essa decisão aumentará seus custos fixos em R$3000. Assim, você sabe que precisará ter, no mínimo, R$3000 a mais de margem bruta – para cobrir os seus custos fixos e assegurar que a empresa não irá atuar no prejuízo ou no zero com a tomada de decisão.

Como melhorar minha margem de lucro?

Depois de fazer os cálculos, você notou que a margem bruta da sua empresa ou dos produtos vendidos não está muito legal? Algumas dicas podem ajudar:

  • precifique melhor seus produtos ou serviços, entendendo muito bem quais são seus custos;
  • entenda o tipo de empresa que você tem e o seu segmento. Por exemplo, se você tem uma margem de lucro pequena por produto, mas vende muitos itens, o seu ganho está na quantidade. Assim, avalie qual o preço médio dos concorrentes e saiba qual é o ponto de equilíbrio, para avaliar a quantidade de itens que precisam ser vendidos para ter lucro efetivo;
  • planeje seus custos e despesas, sabendo quais os valores que precisam ser cobertos, evitando precificar baseado em “achismos” e pensando em medidas eficazes para reduzir os custos sem impactos na qualidade dos seus produtos ou serviços;
  • ajuste o mix de vendas, optando pelos produtos que trazem mais retorno (já que são, efetivamente, o que os seus clientes mais compram);
  • use a regra dos 80-20 (80% da renda da empresa deve ser resultante de 20% dos produtos);

negocie com fornecedores, assim você será capaz de encontrar melhores condições e de ter margens de lucro maiores.

Atravessar e vencer a crise da COVID-19 junto com as empresas

O período da pandemia tem propiciado o fortalecimento de parcerias. Também tem sido uma boa oportunidade para inovar e fazer melhor.

Para nós, da Contabilidade Dias, é gratificante poder ajudar empresas e parceiros nesse momento desafiador. Nosso muito obrigado pela confiança e parceria.

Podem contar conosco, pois sabemos que a jornada ainda não acabou.

Sobre a Contabilidade Dias

Criada há mais de 30 anos, a Contabilidade Dias tem como objetivo assessorar os clientes em todas as áreas de seu negócio. Para tanto, a empresa atende segmentos específicos de mercado, além de negócios de diferentes tamanhos. Uma das características da Contabilidade Dias é seu atendimento com excelência de contabilidade para empresas de tecnologia.

Entre em contato já, podemos ajudar você!

Agende uma consultoria e descubra o caminho mais seguro, econômico e rápido para o que você precisa no momento. ligue (031) 3271-5531 ou chame a gente no WhatsApp clicando aqui.

Gostou deste artigo? Quer mais conteúdo para manter-se informado sobre o mundo financeiro? Então, siga-nos no Facebook, Instagram, Linkedin e Twitter e acompanhe todos os nossos posts!

Abrir WhatsApp
Precisa de ajuda?
Olá, podemos te ajudar?