fbpx

5 dicas de como reduzir os riscos de ações trabalhistas no seu negócio

Os empresários brasileiros convivem diariamente com uma série de riscos trabalhistas. As Leis que regulamentam as relações de trabalho em nosso país são muito complexas, sendo assim, é muito comum que alguns empregadores acabam cometendo algumas falhas simples, mas que podem prejudicar em muito o seu negócio.

Processos na justiça do trabalho, geralmente, são custosos e tendem a dar muita dor de cabeça para um empresário. Portanto, é crucial que ele adote algumas práticas ou medidas que evitem problemas trabalhistas no futuro.

No artigo de hoje, mostraremos algumas dicas para que você possa evitar esse tipo de risco em seu negócio. Acompanhe!

 

O QUE SÃO RISCOS TRABALHISTAS?

 

Antes de adentrarmos no assunto, vamos explicar o que são riscos trabalhistas, como eles funcionam e quais são os prejuízos que podem trazer para o seu negócio. Eles basicamente se referem às despesas que uma empresa pode ter na relação entre empregado e empregador.

Eles podem ser gerados por desentendimentos entre as duas partes ou a falta de observação em algum preceito trabalhista previsto na legislação. Esse último, sem dúvida, é a principal causa de processos na justiça do trabalho. Eles podem ocorrer em detrimento da falta de conhecimento do empreendedor sobre a Lei que regulamenta as relações trabalhistas no país.

Os prejuízos que problemas trabalhistas podem trazer para um negócio são muitos, e entre eles podemos destacar o desgaste emocional e, principalmente, os altos custos que ações e processos trabalhistas podem alcançar, entre taxas, custas, honorários advocatícios, indenizações, entre outros.

Por esses motivos, o empresário deve aprender a reduzir ao máximo os riscos trabalhistas do seu empreendimento. Ele deve atuar de forma preventiva, aplicando algumas práticas simples que vamos passar a listar a partir dos próximos tópicos. Continue lendo!

 

COMO EVITAR OU REDUZIR OS RISCOS TRABALHISTAS?

 

1. Invista em boas relações com seus empregados 

O primeiro passo é melhorar as relações com os seus colaboradores. Isso ajudará, principalmente, a desarmar aqueles empregados que entram na empresa com o objetivo de prejudicá-la no futuro.

Infelizmente, existem pessoas que pensam dessa forma e desejam ver a empresa passando por problemas. Entretanto, quando os empregadores conseguem desenvolver um sentimento de empatia com todos os funcionários, esse tipo de prática pode ser coibido.

Geralmente, as pessoas sentem-se mal em prejudicar outras que são sempre tão gentis e cordiais. Isso não significa que você não deverá cobrar boas condutas e produtividade dos seus empregados, mas sim, colocar-se no lugar deles e entender os seus anseios.

Para conseguir medir o grau de satisfação das relações entre seus colaboradores, você pode investir em pesquisas de clima organizacional, promover confraternizações e eventos de integração da equipe, procurar manter um clima de trabalho acolhedor e aberto e ter um bom RH que consiga antecipar eventuais problemas antes que eles tomem proporções maiores.

 

2. Qualifique seus colaboradores

Outro passo importante é investir na qualificação dos colaboradores. Além de essa prática ajudar a otimizar o trabalho dentro do seu negócio, ela também servirá como forma de aumentar a satisfação das pessoas que trabalham com você.

Nesse sentido, dificilmente um colaborador satisfeito e que gosta do seu trabalho tentará encontrar motivos para fazer reclamações trabalhistas ou dar algum tipo de problema para a empresa.

Para tanto, é importante manter um plano de carreiras bem definido, implementar um bom programa de treinamento e desenvolvimento interno, investir no onboarding de novos colaboradores para que eles se integrem com os demais colaboradores e, principalmente, ter um programa de avaliação que permita aos colaboradores dar e receber feedbacks constantes a fim de mensurar permanentemente a performance da equipe.

 

3. Saiba identificar falhas

Outro ponto importante é saber identificar as falhas e erros que podem ensejar problemas trabalhistas dentro da sua empresa. Existem algumas ações que você ou algum colaborador executa que pode gerar reclamações e problemas na justiça do trabalho e que, em muitos casos, são cometidas sem a intenção de infringir a Lei ou a integridade emocional e moral do colaborador.

Portanto, é fundamental que você tenha a sensibilidade de saber identificar possíveis falhas e erros que podem colocar seus colaboradores em situações arriscadas e que podem, futuramente, ensejar ações judiciais na esfera trabalhista.

Nesse aspecto, é imprescindível que o RH e o departamento pessoal da empresa estejam bem alinhados para que eventuais falhas sejam identificadas e remediadas a tempo de virarem um problema para a empresa.

Além disso, é necessário avaliar com cuidado os principais pontos da Legislação que regulamenta as relações de trabalho, para tanto, separamos um tópico exclusivo para tratar delas.

 

4. Atende-se para a legislação trabalhista 

Agora entramos em um ponto muito importante! Saindo um pouco da parte de relação entre empregado e empregador, vamos discorrer sobre a legislação trabalhista. Como dito, ela é extremamente complexa e ampla.

Sendo assim, é comum que alguns empresários acabam cometendo alguns erros e colocando a sua empresa sob a mira dos riscos trabalhistas. Portanto, é crucial que você entenda bem os principais pontos da lei que regulamenta as relações de trabalho e, principalmente, as mudanças trazidas com a reforma trabalhista.

Isso não significa que você deve ser um expert em direito do trabalho, afinal, como empresário, você tem outras atribuições que necessitam da sua atenção, como o relacionamento com clientes, fornecedores, gestão administrativa, financeira e o próprio gerenciamento dos seus colaboradores.

Entretanto, para ter sucesso em qualquer área e evitar riscos trabalhistas, é necessário ter, pelo menos, o conhecimento básico dessas leis. A parte mais específica, no entanto, pode ficar a cargo de uma prestadora de serviços especializada em contabilidade.

Além disso, é crucial que você, enquanto empreendedor, conheça a fundo, pelo menos, os termos da convenção ou acordo coletivo aplicados ao seu segmento.

 

5. Conte com a ajuda de uma empresa qualificada

Por fim, para ajudar a evitar ou, pelo menos, reduzir os riscos trabalhistas da sua empresa, é necessário que você possa contar com o apoio de uma contabilidade especializada.

Esse tipo de prestador de serviços já tem profissionais com o conhecimento trabalhista necessário para desviar quaisquer problemas que possam colocar a sua empresa em riscos trabalhistas.

Além disso, a assessoria contábil também pode funcionar como uma forma de consultoria quando você tiver alguma dúvida sobre determinado ponto da legislação. Além disso, é possível ir aprendendo alguns princípios aos poucos e tornar-se cada vez mais conhecedor dessas normas.

Empresas especializadas também poderão auxiliar em rotinas documentais relacionadas à área trabalhista da sua empresa, entre elas, o envio de obrigações acessórias como o eSocial, fechamento da folha de pagamento e recibos, cálculo e declaração de impostos trabalhistas, entre outras atribuições.

Sendo assim, ao contratar uma empresa de contabilidade especializada, além de reduzir os riscos trabalhistas, você poderá contar com outros serviços adicionais e ter mais tempo e tranquilidade para cuidar do que realmente importa em seu negócio, a geração de resultados!


Gostou deste artigo? Quer mais conteúdo para manter-se informado sobre o mundo financeiro? Então, siga-nos no Facebook, Instagram, Linkedin e Twitter e acompanhe todos os nossos posts!

A Contabilidade Dias é um escritório de contabilidade em Belo Horizonte que oferece um atendimento personalizado aos clientes, através da sua capacitada equipe técnica multidisciplinar.

Agende uma consultoria agora mesmo, ligue (031) 3271-5531 ou chame a gente no Whatsapp clicando aqui.